[ editar artigo]

Nosso futuro está suspenso. E agora?

Nosso futuro está suspenso. E agora?

Nosso futuro está suspenso. E agora?Por maior que seja a saudade da vida antiga, é muito difícil manter o otimismo sobre o futuro. Nesse momento de pandemia, essa não é uma pauta tão levantada, porque todos os nossos planos foram suspensos temporariamente. 

Conforme a quarentena vai sendo estendida, menor é a esperança de que tudo isso passe logo. E esse é o quadro que vimos quando as pesquisas mostraram que menos da metade das pessoas estão planejando o futuro. 

Um futuro que a gente não sabe quando será e não parece estar tão próximo da realidade dos brasileiros. Nossas pesquisas mostram que mais da metade das pessoas sabem que a vida não ser como antes quando a quarentena acabar. 

Na verdade, o fim da quarentena é apenas o começo de uma nova fase e novos dilemas. O Brasil, diferentemente de outros países que foram infectados pelo corona, se tornou o epicentro da pandemia e já estamos indo para o terceiro mês de quarentena. Pelo jeito, ainda vamos ter que esperar para começar a sonhar sobre a vida sem uma pandemia. 

O Novo Normal
Michel Alcoforado
Michel Alcoforado Seguir

Antropólogo.Phd, especializado em consumo e comportamento, e sócio fundador do Grupo Consumoteca. Colunista do UOL TAB e comentarista da rádio CBN, produz e participo do podcast CAOScast e Rastros, além de ter ministrado mais de 400 palestras.

Ler conteúdo completo
Indicados para você