[ editar artigo]

Reinvenção: uma questão de necessidade

Reinvenção: uma questão de necessidade

 

Reinvenção parece ser a palavra de ordem para quem quer sobreviver economicamente à crise financeira provocada pela pandemia. E não é por mera modinha, é mesmo uma questão de necessidade.

Mas, como já diz a sabedoria popular, a necessidade é a mãe da criatividade. Fico realmente encantada com exemplos de pessoas comuns que estão reinventando seus produtos, serviços, negócios e até mercado.

Um caso emblemático surgiu logo nas primeiras semanas de isolamento social, as fotos à distância. A esta altura já não é lá uma grande novidade: ensaios, editoriais de moda e campanhas publicitárias clicadas à distância já despontaram aos montes. Mas tem um caso em particular que merece ser mencionado. O fotógrafo Caio Gimenes não só aderiu à modalidade como também abriu curso de como dirigir ensaios online.

Sem ter como ir ao salão de beleza para cortar o cabelo, muita gente tem se disposto a fazer a tarefa em casa, para si próprio ou para algum membro da família. Para ajudar nesta tarefa, e conseguir rentabilizar sem quebrar a quarentena, alguns profissionais oferecem o serviço de orientação de corte através de vídeo-chamada. Fez sucesso e o relato da experiência do “corte virtual” foi até matéria no The New York Times.

Outro caso que acho sensacional, pois mexeu com um mercado inteiro, foi o do artista Matthew Burrows que criou uma forma de ajudar outros artistas a venderem suas obras neste período de pandemia. Cada artista pode postar suas obras com o valor de até £200. Quando ele atinge o valor de £1000 em vendas, ele precisa comprar a obra de outro artista. Assim, o “Artist Support Pledge” criou uma rede de suporte e divulgação que, em 3 meses, gerou mais de 48 milhões em vendas.

Admito meu fracasso no quesito reinvenção, mas ainda não me dei por vencida. E vocês, estão conseguindo se reinventar na quarentena?

@curadoriadeinsights

O Novo Normal
Sarina Sena
Sarina Sena Seguir

Pesquisadora de comportamento, consumo e tendências. @curadoriadeinsights

Ler conteúdo completo
Indicados para você